Libertem a Birmânia criar PDF versão para impressão
14-Out-2007
Manifestação de activistas birmaneses na embaixada de BangkokA Birmânia (Myanmar) é um país do sudeste asiático de que pouco se fala. Faz fronteira com a o Bangladesh,a Índia, a China,o Laos, a Tailândia, e o Oceano Índico. Tem 676 552 Km2 ( uma superfície ligeiramente superior à de Portugal, Espanha e Irlanda, juntos) e 45 106 000 Habitantes (67 Hs./km.2). Os seus habitantes são maioritariamente birmaneses (69%), aparentados com tibetanos e, mais vagamente, com chineses. Alguns outros povos habitam em 7 Regiões Autónomas (Chin, Kachin, Kayah, Kayin, Mon, Rakhine, e Shan), onde os seus direitos têm vindo a ser violados, pelo que tem havido, e se mantêm, revoltas em várias das mesmas.

Texto de opinião do nosso leitor Carlos Luna, elaborado para o Clube dos Direitos Humanos da Escola Sec. Raínha Santa Isabel, de Extremoz.
Leia também outras opiniões de leitores
Ler mais e comentar...
 
Liberdade de expressão amordaçada criar PDF versão para impressão
11-Out-2007

Censura, extraído do site http://radicalgraphics.org/As recentes notícias tornadas públicas sobre o que aconteceu com o Sindicato dos Professores da região Centro com a "visita" de dois polícias à civil que foram dar conselhos aos sindicalistas, agora um jornalista conceituado da RTP também pode ser suspenso de funções por ter dado uma entrevista na comunicação social que não agradou à Administração da RTP, mas também não nos podemos esquecer de:
Artigo de opinião do nosso leitor Daniel Bernardino

Ler mais e comentar...
 
O sistema de RVCC não pode ser panaceia para fazer Portugal sair do atraso na escolarização criar PDF versão para impressão
09-Out-2007
Novas Oportunidades - cartaz do Bloco de EsquerdaEm Fevereiro de 2006 o primeiro-ministro José Sócrates apresentou ao país, o que classificou de um ambicioso programa, a chamada Iniciativa Novas Oportunidades, que tem como objectivo central a qualificação da população portuguesa, como motor de desenvolvimento do país ao propor-se qualificar um milhão de activos até 2010.

Opinião do nosso leitor José Lopes de Ovar

Ler mais e comentar...
 
O fascismo à nossa porta criar PDF versão para impressão
09-Out-2007
Foto de Sarkozy para estar em todas as escolas e estabelecimentos públicos de FrançaIsto não se passa na China nem na Ucrânia:
Controlo directo do Chefe do Estado sobre a totalidade das cadeias de televisão e todos os outros órgãos de informação (excepto 3 semanários, propriedade dos próprios jornalistas). Nos primeiros três meses de governo, o Chefe do Estado apareceu mais vezes nos noticiários do que os seus dois predecessores durante os respectivos 2 mandatos por inteiro.
Opinião do nosso leitor Tito Lívio Santos Mota (Montpellier)
Leia também outras opiniões de leitores
Ler mais e comentar...
 
Dar voz e rosto à precaridade criar PDF versão para impressão
09-Out-2007

João PachecoA cerimónia para entrega do "Prémio Gazeta Revelação 2006" do Clube dos Jornalistas, com a presença de Cavaco Silva não podia ter corrido melhor. Foi um importante palco de denúncia de uma realidade que cinicamente os governantes e todos os propagandistas do neoliberalismo, não só nos querem impingir como inevitável para criar empregos cada vez mais abaixo dos 500 euros, como ainda justificar com o mercado e a selvagem competitividade económica.
Opinião do nosso leitor José Lopes de Ovar

Ler mais e comentar...
 
Localização do IPO criar PDF versão para impressão
09-Out-2007

IPOEstou plenamente em concordância com a opinião do Senhor José Pestana sobre a localização do IPO. Infelizmente tive a experiência do que é dirigir-me àquele hospital todos os dias, durante meses, quer para visitar familiares doentes, quer para os acompanhar às consultas ou para pedir conselhos aos médicos que acompanhavam a sua situação clínica.
Opinião da nossa leitora Luísa Maria Moreira

Ler mais e comentar...
 
Trabalhadores são números para estatística! criar PDF versão para impressão
03-Out-2007

Manifestação da CGTP - Foto de Paulete MatosNo próximo dia 18 de Outubro, no parque das Nações, estarão reunidos os Ministros do Trabalho dos 27 Países da União Europeia para decidirem a questão da "flexigurança".
Perante o que conhecemos da proposta do Livro Branco das Relações Laborais, que certamente terá uma articulação com o que sair desta reunião para a revisão do Código de Trabalho, a ser apresentado em Concertação Social aos parceiros sociais, não podemos esperar que a situação venha a melhorar, pois tal não aconteceu com as alterações ao ultimo Código de Trabalho, como o anterior Governo achava que poderia vir a acontecer.
Opinião do nosso leitor Daniel Bernardino, Coordenador da Comissão de Trabalhadores da Faurecia (Parque Industrial Autoeuropa)

Ler mais e comentar...
 
Os Donos do Saber criar PDF versão para impressão
31-Jul-2007

António Carrapatoso, membro do Conselho Estratégico da Universidade do MinhoO novo regime jurídico das instituições do ensino superior (RJIES) foi afoitamente aprovado pelo Governo Sócrates, com a conivência do PSD e votos contra da restante oposição. Um dos pontos centrais, origem da discordância entre o Governo e a comunidade académica, é a presença de elementos externos, no já de si asfixiante, conselho geral. Conselho geral, cuja estrutura vem demolir toda a mínima democraticidade académica existente, constitui-se como o órgão máximo da governação da universidade tendo na sua formação 30% de elementos externos às universidades. Superando, em número e peso de decisão, os próprios estudantes. Neste jogo, já à partida viciado, não será difícil imaginar quem serão os jogadores interessados em conquistarem um lugar de poder neste novíssimo paradigma de ensino, portanto, penso ser interessante vermos quem são alguns dos altos apostadores.
Opinião do nosso leitor Adriano Campos

Ler mais e comentar...
 
Trabalhadores não são descartáveis criar PDF versão para impressão
22-Jul-2007
Protesto de 12 de Outubro de 2006 - Foto de Paulete Matos"O futuro das empresas Portuguesas não passa pela mudança da legislação laboral, mas pelo investimento na formação dos seus trabalhadores, no investimento em novas tecnologias e não em trabalhadores precários".

Opinião do nosso leitor Daniel Bernardino, Coordenador da Comissão de Trabalhadores da Faurecia (Parque Industrial Autoeuropa)

Ler mais e comentar...
 
Pela continuidade do pólo universitário em Miranda do Douro criar PDF versão para impressão
12-Jul-2007

Pelo Pólo de MirandaA Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, pela pessoa do seu reitor e ratificado pelo senado, decidiu encerrar as inscrições para a licenciatura em Serviço Social em Miranda do Douro, passando o primeiro ano desta licenciatura a funcionar em Vila Real, enquanto que os restantes anos continuam em Miranda do Douro. Desta forma, o nosso Ex.º Reitor condena o pólo da UTAD de Miranda do Douro a uma morte lenta de dois anos, acabando com as expectativas criadas na cidade à volta do pólo, e acabando com o que pensamos ser uma oportunidade de contribuir para travar a desertificação que se tem vindo a verificar nesta zona esquecida do país.
Em anexo carta aberta ao reitor da UTAD, bem como ao Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.
Opinião de Sérgio Vaz (Lic. em Trabalho Social pela UTAD, Pólo de Miranda do Douro)
Blogue L pequeinho ye guapo

 
No fim de tudo o justo recomeço! criar PDF versão para impressão
11-Jul-2007

Contagem de votos em Timor - Foto da LusaHá uns bons meses atrás, ao contrário do que toda a comunicação social anunciava e fazia crer, tive a oportunidade de clarificar o outro ponto de vista sobre o que se passava em Timor, através do meu Blog.
Mário Alkatiri chefiava o Governo Timorense. Contra o esperado, começou a definir programas de venda do petróleo timorense a potencias "não alinhadas". Aceitou ajuda desses mesmos países, contratualizou e adjudicou obras de relevância e de interesse nacional a esses Países, baseado em propostas mais favoráveis, vantajosas economicamente.
Opinião de Maximino Romão Ramos

Ler mais e comentar...
 
Preocupações com o Livro Branco das Relações Laborais criar PDF versão para impressão
10-Jul-2007

Daniel BernardinoBastante se tem falado do Livro Branco das Relações Laborais sobre o qual se escreve muito, pouco ou bem, vindo de todas as orientações político-partidárias e sindicais.
Entre todas as opiniões que tenho ouvido e lido existe uma que me deixou particularmente preocupado, a qual poderá ter consequências entre os trabalhadores que decidiram travar uma luta feroz na greve geral de 2002, pois contraria tudo o que os levou a aderir à greve geral de 2002.
Opinião do nosso leitor Daniel Bernardino, Coordenador da Comissão de trabalhadores da Faurecia

Ler mais e comentar...
 
<<  <  | 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 |  >  >>

Resultados 109 - 120 de 124
tit_otaemdebate.png
tit_esquerda.png
Esquerda 40: Não tem que ser assim
Leia aqui o jornal "Esquerda"
Clique na imagem para aceder ao Esquerda 40 em pdf
Outros números do jornal Esquerda
Assinatura do Jornal Esquerda
Participe
Crise Financeira Mundial
Reforma de 186 euros, depois de trabalhar 35 anos
O nosso leitor Armando Soares, conta-nos a revolta da sua esposa: "com a mesma idade que eu (60 anos) começou a trabalhar antes dos 10 anos, a descontar aos 14, sempre trabalhou, sempre descontou, até que um dia tinha ela 50 anos, o patrão resolveu fechar a empresa (...) Terminou o desemprego próximo dos 55 anos, meteu reforma antecipada, ganha actualmente 186 euros, trabalhou uma vida 35 anos, qualquer rendimento é maior do que o ordenado dela (...)".
Publicamos ainda opiniões de Luís Peres e José Lopes.

Ler Mais
Educação em Debate
© 2017 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.