Contestação ao G8 criar PDF versão para impressão

ALTERGLOBALISTAS DE TODO O MUNDO

trompetistaSão muitas as acções dos activistas contra o G8 na Rússia. Libertários, Fórum Social Russo e muitos outros activistas marcam a agenda. A defesa do ambiente, a luta contra a distribuição desigual da riqueza e a busca de apoios aos países mais pobres no tratamento da Sida são alguns dos assuntos que estarão na rua.

Apesar de 600 ONGs terem reunido em Moscovo a convite do governo russo, a liberdade de expressão dos activistas que se opõem ao G8 é muito limitada. Gualter Baptista do GAIA que reuniu com elementos do Fórum Libertário testemunhou alguns actos de intimidação policial: “assisti à prisão de elementos libertários que colavam cartazes. A situação é tão habitual que os libertários encarregam normalmente um deles para falar com a polícia e ficar detido, permitindo que os outros se escapem”. Apesar da repressão, de 9 a 12 de Julho decorrerá um fórum libertário em Moscovo. O assunto principal será a agenda energética da cimeira do G8 e a oposição dos activistas ao desenvolvimento da energia nuclear. Para os libertários, a chamada “segurança energética” de que falam o G8, não significa mais do que o direito dos países ricos explorarem sem limites os recursos naturais dos países pobres e o consumo irracional dos recursos finitos do planeta.
O Fórum Social Russo terá lugar nos dias 13 a 15 de Julho, em São Petersburgo. Uma grande manifestação está marcada para 15 de Julho. Os organizadores queixam-se que as autoridades pretendem ao máximo dificultar os protestos, não tendo dado ainda autorização para a marcha.



 
Artigo seguinte >
tit_todosdosiers.png
© 2019 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.