Eu viabilizo, tu viabilizas... criar PDF versão para impressão
19-Jun-2009

João DelgadoComentadores diversos têm convocado a questão da governabilidade para disparar sobre o Bloco, erigido a principal obstáculo à "normal" permanência do centrão na condução dos destinos do país.

Outros, mais afoitos, colocam a inevitabilidade de o BE viabilizar um eventual governo minoritário do PS, mostrando assim ser, finalmente, um partido domesticado e aceite no arco da boa governança.

Aparentemente esses opinadores não entenderam ainda as motivações fundacionais do Bloco, nem têm prestado, convenientemente, qualquer atenção ao programa de governo que está a ser construído e debatido às claras, aqui mesmo ao lado igualdade.bloco.org.

Mas uma leitura, mesmo que rápida, dos eixos fundamentais desse programa, levaria à inelutável conclusão de que só por tremendo oportunismo e traição ao voto popular seria possível a viabilização de um governo PS, cujas políticas essenciais são exactamente o oposto das que proporemos aos portugueses em Setembro próximo.

Revogação dos Códigos do Trabalho, nacionalização da energia, subordinação da banca a políticas públicas de crédito, chumbar o Tratado de Lisboa e promover na Europa a coordenação económica para o emprego, são as políticas do Bloco para superar a crise social.

E é exactamente porque são políticas socialistas que estas propostas não têm qualquer ponto de contacto com esse partido dito socialista, ao qual pretendemos ser alternativa e não suporte, ou consciência crítica. Porque é o PS, e não o Bloco, quem inviabiliza as políticas socialistas urgentes para os trabalhadores portugueses.

João Delgado

{easycomments}

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
© 2019 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.