Será desespero de causa? criar PDF versão para impressão
06-Jul-2009

Daniel BernardinoNo passado dia 2 de Junho, no semanário Avante saiu, novamente, um artigo que fala entre outras empresas sobre a Faurecia em Palmela, e mais uma vez com informações erradas sobre a vida dos trabalhadores desta empresa, nomeadamente o número de trabalhadores que dizem ser de 409 (são 351) e que não estão a ser renovados os contratos dos trabalhadores temporários (não temos desde Novembro 2008).

Mais uma vez o jornal Avante menciona que a fonte desta informação é o Sindicato dos Químicos (SINQUIFA), e mais uma vez estiveram em reunião na Faurecia no dia 1 de Julho, onde obtiveram informações sobre a situação da Faurecia, as quais lhe foram transmitidas pela Comissão de Trabalhadores desta empresa, onde figuram representantes sindicais, delegados e dirigentes do Sinquifa.

Estranhamente esta não é a primeira vez que acontece aparecerem informações erradas sobre a empresa e os seus trabalhadores em tal jornal, o que é preocupante porque descredibiliza quem informa erradamente, o que é lamentável.

Não entendo qual o objectivo de tais notícias! Compreendo que exista algum desespero de causa, de algumas pessoas, que pretendem fomentar a desgraça alheia, mas não é necessário chegar a tanto, a própria conjuntura trata de fazer com que as notícias apareçam por si só.

Seria sim necessário que, inteligentemente, soubessem como enfrentar a resolução dos problemas, com pessoas que dominassem a informação a prestar aos trabalhadores quando estes se encontram em dificuldades, e não fazerem uma política de deturpação da informação para a opinião pública.

Os trabalhadores desta empresa estão informados, e bem informados, da situação em que vivemos nesta empresa não necessitam de ser presenteados com notícias fabricadas em "tubos de ensaio".

O tempo encarregar-se-á de mostrar quem tem, por este parque industrial, procurado a revolta apenas porque pretende que estes trabalhadores se revoltem sem pensar quais as consequências dessa mesma revolta, e quando esse tempo chegar na história inscrever-se-ão os nomes de tais profetas, mas até lá estes trabalhadores serão sempre, bem e verdadeiramente informados pelos que os representam sem demagogias nem ideologias que os possam influenciar erradamente e saberão, como sempre souberam, defender os seus interesses em consciência sem influências de ninguém.

Daniel Bernardino, Coordenador da Comissão de Trabalhadores da Faurecia - Parque Industrial Autoeuropa, Dirigente Sindical do Sinquifa

{easycomments}

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
© 2019 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.