Estudo da APF criar PDF versão para impressão
13-Dez-2006

14,5% DAS MULHERES PORTUGUESAS JÁ TERÁ FEITO UM ABORTO
Fim à penalizacao das mulheres - Foto de André BejaDe acordo com notícia hoje publicada no jornal
Público, um estudo da Associação para o Planeamento da Família (APF) sobre a situação do aborto em Portugal aponta para que cerca de 350 mil mulheres portuguesas já terá feito um aborto. De acordo com um inquérito encomendado pela APF a uma empresa de estudos de mercado, que entrevistou 2000 mulheres entre 6 de Outubro e 10 de Novembro de 2006, 14,5% das entrevistadas admitiu já ter feito um aborto.

Das mulheres que admitiram já ter feito um aborto, 72,7% garantiu ter interrompido a gravidez até às 10 semanas, 30% disse ter feito o aborto entre os 17 e os 20 anos, 85,7% interrompeu a gravidez em Portugal, 39,4% interrompeu a gravidez numa casa particular.

Constantino Sakellarides, da Escola Nacional de Saúde Pública e ex-director-geral da Saúde afirmou ao jornal "Público" que o estudo "é muito interessante" porque mostra que a interrupção voluntária da gravidez "tem um peso importante" na sociedade portuguesa e que as mulheres não tomam a decisão de abortar "com ligeireza". Segundo o inquérito 40,8% das mulheres, que admitiram já ter feito aborto, disseram que a decisão foi "muitíssimo difícil".

O estudo revela ainda que uma em cada três mulheres que interrompeu a gravidez através de comprimidos teve depois necessidade de recorrer a um serviço de saúde.

O estudo "A situação do aborto em Portugal: práticas, contextos e problemas" será divulgado hoje pelas 15h no Anfiteatro da Maternidade Alfredo da Costa.

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Participe
© 2020 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.