Barragem do Sabor não convence Parlamento Europeu criar PDF versão para impressão
02-Set-2009
A Barragem do Sabor ameaça o ecossistemaAo contrário do que defendia a Comissão Europeia e o governo português, a Comissão de Petições do Parlamento Europeu rejeitou o encerramento do caso da Barragem do Sabor, decidindo convocar para um frente-a-frente as autoridades portuguesas e a Plataforma Sabor Livre, autora de uma queixa contra a construção da barragem.  

A Comissão Europeia, presidida por Durão Barroso, responsável pelo polémico projecto quando era primeiro-ministro de Portugal, defendia o encerramento do processo "tendo em conta os compromissos assumidos pelas autoridades portuguesas e o facto de o projecto da barragem do Baixo Sabor constituir uma peça importante da estratégia do Governo português em matéria de energias renováveis".

A Comissão de Petições não aceitou este argumento e decidiu, pelo contrário, convocar os peticionários (a Plataforma Sabor Livre) e o governo português para virem a uma próxima reunião expor os seus argumentos contraditórios num frente-a-frente perante os eurodeputados.

A petição pedia ao Parlamento para recomendar à Comissão Europeia que "não atribua fundos estruturais" à obra e que "vele por que as autoridades portuguesas suspendam o projecto" até satisfazerem as condições previstas para a conservação da natureza. A Plataforma Sabor Livre protesta contra os impactos nos rios Sabor e Maçãs, considerados Sítios de Importância Comunitária por serem habitats da águia-de-Bonelli, águia-real e da cegonha-preta "únicos no Sul da Europa". Além disso, reconhecem-lhe "utilidade limitada" do ponto de vista energético.

Em comunicado, a Plataforma saudou a decisão da Comissão das Petições. "Apesar de a EDP ter dado início às obras de construção da barragem, através dos processos judiciais em curso e das diligências efectuadas junto das instâncias comunitárias é, ainda possível evitar a destruição dos habitats protegidos do Sítio de Importância Comunitária e Zona de Protecção Especial do Sabor", refere.

Um ano depois da adjudicação da empreitada, a 30 de Junho de 2008, os acessos aos estaleiros estão quase terminados e os trabalhos de escavação continuam a decorrer no vale do Sabor.

Vê a documentação do parlamento europeu

{easycomments}

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Participe
© 2020 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.