Portugal é o terceiro país europeu com maior peso de contratos a prazo criar PDF versão para impressão
07-Set-2009
Nos call-center abunda a precariedade e os contratos a prazoPortugal é o terceiro país da União Europeia em que os contratos com termo pesam mais. Segundo o relatório "Tendências do mercado laboral", publicado na semana passada pelo Eurostat, cerca de 21,5% de todos os trabalhadores por conta de outrem estavam nesta situação no final do primeiro trimestre de 2009. Só na Polónia e em Espanha este tipo de contratos têm mais peso.

Esta não é contudo, uma tendência recente. Os mesmos dados do Eurostat - que, aliás, são coincidentes com os números do Instituto Nacional de Estatística (INE) português - mostram que o peso deste tipo de contratos no bolo total dos vínculos tem-se mantido acima da média da UE pelo menos desde 2000, a data mais longínqua para a qual há dados.

Nos anos 90 o peso dos contratos a prazo rondava os 18%. Dez anos depois, o número aproxima-se dos 22%.

Segundo o Eurostat, os portugueses trabalham mais do que a média dos trabalhadores europeus. Em média, passam 38 horas por semana no local de trabalho, mais uma hora que a média da zona euro e da UE. Só checos, búlgaros e húngaros trabalham mais.

{easycomments}

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Participe
© 2019 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.