Estudo da APF criar PDF versão para impressão
14-Dez-2006
73% DOS ABORTOS REALIZADOS ANTES DAS 10 SEMANAS
cartazaborto72,7% das mulheres fazem aborto antes das 10 semanas, o prazo definido pela lei que será aprovada com o referendo de 11 de Fevereiro. Curiosamente, 20,6% das mulheres praticantes de uma religião abortam depois das 16 semanas, enquanto esse número desce para os 8,2% entre as mulheres não praticantes. Estes são números do estudo da Consulmark encomendado pela Associação para o Planeamento da Família (APF).

Segundo o estudo, 14,5% das mulheres portuguesas fizeram um aborto e realizam-se entre 17 200 e 18 mil abortos por ano. 30% dos abortos são feitos por mulheres entre os 17 e os 20 anos. 85,7% das mulheres interromperam a gravidez em Portugal.
A maioria das mulheres que recorreu ao aborto fê-lo em estabelecimentos de saúde. 32,2% das mulheres fazem aborto em clínicas privadas, 18,2% em consultórios médicos e apenas 6,9% em hospitais públicos. Só 39,4% das mulheres fazem aborto em casas particulares. 45% dos abortos são feitos por médicos e apenas 30,6% são feitos por parteiras. No entanto, 64,1% das mulheres não foram acompanhadas médico após o aborto. Uma em cada três mulheres que interrompeu a gravidez através de comprimidos teve depois necessidade de recorrer a um serviço de saúde.
22,7% das mulheres obtiveram informações sobre o local de realização do aborto através de um profissional de saúde.
O estudo teve como amostra duas mil mulheres entre os 18 e os 49 anos, inquiridas por questionário sigiloso.

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Participe
© 2020 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.