MP faz buscas em inquérito de submarinos criar PDF versão para impressão
29-Set-2009
submarinoO Ministério Público está a realizar buscas nas sedes da Vieira de Almeida & Associados e na Sérvulo & Associados, escritórios de advogados que terão intervido no negócio de aquisição de dois submarinos U-214 pelo então ministro da Defesa Paulo Portas. A busca realiza-se no âmbito do inquérito que apura suspeitas de corrupção, tráfico de influências e financiamento ilegal de partidos políticos. A notícia é da Sábado.


A Sábado obteve uma confirmação oficial da Vieira de Almeida & Associados que "estão de facto a ocorrer buscas", que envolvem "um cliente que integrava um consórcio que participou num concurso público".

Uma fonte disse à Sábado que a operação "deverá constituir vários arguidos", estando a ser acompanhada por representantes da Ordem dos Advogados, pelas duas magistradas titulares do inquérito, Auristela Hermengarda e Carla Dias, e por dois juízes de instrução.

Segundo o artigo do jornalista António José Vilela, "uma das questões que tem intrigado os investigadores do DCIAP é saber onde está afinal o contrato de financiamento associado à aquisição dos submarinos. Ao que parece, ainda ninguém encontrou o contrato e o MP já o terá pedido diversas vezes a vários ministérios."

O inquérito principal ao negócio dos submarinos foi aberto em Julho de 2006, a partir de uma certidão retirada do processo Portucale, e já identificou uma conta bancária na Suíça por onde terão passado comissões suspeitas de 30 milhões de euros pagas à Escom, uma empresa do Grupo Espírito Santo, pelo consórcio alemão que venceu o concurso público.

Mil milhões de euros é quanto vão custar estes submarinos, contribuindo para agravar o défice em pelo menos 0,6% nos próximos anos, em prejuízo de gastos nas despesas sociais urgentes em tempo de crise.

Leia também:

Submarinos afundam contas em tempo de crise

Louçã lembra que muitos dos negócios do Espírito Santo estão sob investigação 

Veja o vídeo

Submarino ao fundo: Paulo Portas no governo

{easycomments}

 
Artigo seguinte >
Participe
© 2020 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.