Louçã transmite a PR preocupações com a justiça na economia criar PDF versão para impressão
02-Out-2009
Francisco Louçã à saída da reunião com o PR - Foto da LusaFrancisco Louçã foi recebido nesta Sexta feira pelo Presidente da República, a quem transmitiu as preocupações do Bloco de Esquerda com a crise que se vive. "Questões como a transparência fiscal, o combate à corrupção, tudo o que é o princípio elementar da decência na economia, são questões sempre na agenda do Bloco de Esquerda", salientou Louçã nas declarações à comunicação social.

O coordenador do Bloco de Esquerda reuniu com o Presidente da República (PR), Cavaco Silva, durante mais de uma hora.

"Transmiti as nossas preocupações acerca da dificuldade da crise que se vive, com todas as implicações que tem", declarou Louçã à saída do encontro com Cavaco Silva.

O coordenador do Bloco de Esquerda não revelou os detalhes da conversa com o PR, dizendo que foram abordadas as dificuldades do país. Questionado pelos jornalistas, disse também que não foram discutidos "cenários de governação", sublinhando a disponibilidade do Bloco de Esquerda para contribuir para "soluções essenciais onde é preciso que haja coragem", nomeadamente nas questões políticas, económicas e sociais, na segurança social e no desemprego.

"Aí é preciso inventar soluções novas e ter ousadia de combater a desigualdade social", destacou.

Antes do encontro com Cavaco Silva, durante uma arruada em Lisboa com Luís Fazenda, Francisco Louçã tinha dito: "Um dos problemas importantes para o país, que naturalmente não deixarei de referir ao Presidente da República, como o faço perante o país inteiro, é que Portugal precisa de ter regras no combate à corrupção".

Sobre o caso dos submarinos, referiu então que o país "tem a obrigação de exigir que haja todo o rigor no esclarecimento" sobre o caso, "um entre muitos outros" onde "não se pode permitir" que o Estado seja "atravessado pelas dúvidas ou atravessado pelo favorecimento".

{easycomments}

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Participe
© 2020 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.