Bestial! criar PDF versão para impressão
20-Out-2009

Bruno MaiaBestial é a palavra mais interessante para descrever o caso dos submarinos de Paulo Portas e o timing da sua libertação na comunicação social. Paulo Portas envolveu o Estado Português num negócio obscuro - comprou os submarinos a uma empresa alemã e fez sumir o seu contrato; criou contra-partidas que até hoje não percebemos o real valor da sua extensão; alegadamente haverá dinheiro dessa empresa a entrar numa conta do BES (Espírito Santo) no Reino Unido; o ex-tesoureiro do CDS foi constituído arguido num processo de corrupção que envolve o BES, Alemães e o CDS. E a comunicação social dá conta do caso apenas dois dias depois das eleições.

Bestial capacidade de usar o dinheiro do Estado, o poder do Estado e a dignidade do Estado para financiar o CDS. E tudo por estas coisas tão úteis para combater a crise que são os fantásticos submarinos.... Bestial!

Paulo Portas deve ser o homem mais poderoso da política portuguesa. Cá está ele a levantar-se dos escombros depois de tanta confusão e trapalhada. Proibiu um barco holandês de aportar na costa Portuguesa e foi condenado pelo Tribunal Europeu. Financiava o partido com dinheiro obscuro sob o nome do seu eterno militante "Capelo Rego, "Rego Capelo", etc... Zangou-se com Maria José Nogueira Pinto e conseguiu pô-la fora do partido. Um ministro seu é investigado por corrupção e favorecimento no caso do Casino de Lisboa. Roubou o Ministério da defesa, retirando de lá documentos secretíssimos, no caso das "60 mil fotocópias". Foi investigado e arguido no famoso caso "Moderna"...! E depois de tudo isto, cá está ele nas luzes da ribalta. Bestial!

Não compreendo qual é a dimensão deste poder. Talvez tenha relação com os seus tempos no independente - talvez saiba muitos segredos dos poderosos deste país. Ou então os poderosos deste país são tão miseráveis que o apoiam incondicionalmente nesta escalada e promoção da corrupção e do despotismo.

E depois o caso dos submarinos... Numa campanha eleitoral em que os escândalos vieram à tona, arrastando para a lama até os partidos do "centrão", aqueles que alegadamente são os todos poderosos (lembremo-nos das escutas em Belém, os militantes do PSD pagos para votarem em eleições internas, etc...), em que foram consultados os recibos de IRS dos deputados do Bloco, Paulo Portas consegue escapar impune, mesmo quando o ministério público já tinha elementos importantes ainda antes das eleições. E nenhum órgão de comunicação social (nenhum mesmo) se ocupou de divulgar o caso - mesmo num país onde qualquer segredo de justiça é violado sem dó nem piedade.

Paulo Portas é bestial: faz tudo e não é acusado de nada. Brinca com a justiça e a justiça iliba-o. Brinca com a comunicação social e a comunicação social esconde os seus crimes. Brinca com os políticos do sistema e eles dão-lhe protecção...

Já sabemos que de bestial a besta, vão dois passos. Mas ser uma besta e bestial ao mesmo tempo é que nos admira um bocado...!

Bruno Maia

{easycomments}

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
© 2019 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.