Bloco critica continuidade a mais nos Secretários de Estado criar PDF versão para impressão
29-Out-2009
José Manuel Pureza - Líder parlamentar do BlocoJosé Manuel Pureza, líder parlamentar do Bloco de Esquerda, considerou que a equipa de secretários de Estado nomeada para o novo governo revela "continuidade a mais onde o país carece de mudança" e que tal é negativo.

Pureza, em declarações à TSF, frisou ainda que o conjunto de secretários de Estado "é a expressão da continuidade em relação aos ministérios" existentes anteriormente.

O novo governo tem 38 secretários de Estado. 16 mantêm-se nas funções que já desempenhavam, cinco mudam de secretaria e 17 entram pela primeira vez.

Valter Lemos, que era Secretário de Estado da Educação no anterior governo, passou agora a ser secretário de Estado do emprego e formação profissional.

Três assessores de Sócrates foram promovidos a secretários de Estado: José Almeida Ribeiro para secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro; Pedro Lourtie de chefe de gabinete para secretário dos Assuntos Europeus; Óscar Gaspar para secretário de Estado da Saúde.

{easycomments}

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Participe
© 2020 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.