Professores: ME apresenta hoje nova proposta criar PDF versão para impressão
28-Dez-2009
A ministra Isabel AlçadaSecretário de Estado diz que documento "não corresponde na íntegra aos documentos apresentados anteriormente pelo Ministério". Fenprof ameaça não assinar e prosseguir a luta se a proposta não for substancialmente diferente.

O Ministério da Educação apresenta esta segunda-feira aos sindicatos docentes uma proposta global de acordo para "esclarecer e pormenorizar questões consideradas vagas" pelos sindicatos no que se refere à revisão do modelo de avaliação e do estatuto da carreira docente.

Na sequência de uma reunião dia 23, a Fenprof dissera que "se o texto a apresentar pelo ME constituir a síntese das que, até hoje, foram as posições que tornou públicas e, ontem, a Ministra da Educação reiterou na Assembleia da República", a entidade não assinaria qualquer acordo, requereria a negociação suplementar e debateria com os professores a forma de continuar a luta.

À Lusa, o secretário de Estado Adjunto e da Educação, Alexandre Ventura, disse que a proposta da tutela "não corresponde na íntegra aos documentos apresentados anteriormente pelo Ministério", afirmando que "será uma evolução em relação às anteriores propostas". Segundo Alexandre Ventura, uma das "questões levantadas nas negociações", a clarificar na proposta, será saber em que circunstâncias os professores com melhores classificações poderão chegar ao topo da carreira.

O ponto mais polémico continua a ser o da manutenção das quotas na avaliação dos professores, que os sindicatos rejeitam. A ministra da Educação, Isabel Alçada, já tinha anunciado que as quotas se mantêm, durante a sua primeira audição na Assembleia da República.

{easycomments}

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
© 2019 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.