Português simula missão em Marte criar PDF versão para impressão
07-Fev-2010
MDRS Crew 89, o projecto da Nasa que visa simular uma missão em solo marcianoLuís Saraiva, 29 anos, natural de Manteigas, está a participar até este fim-de-semana, num projecto da Nasa que visa simular uma missão em solo marciano.
Artigo de Rui Curado Silva

Luís Saraiva, investigador no Fred Hutchinson Cancer Research Center em Seattle, integra uma equipa de seis cientistas que simulam as tarefas de uma hipotética equipa de astronautas na superfície de Marte numa estação localizada no deserto de Utah nos EUA.

A equipa é comandada por Brian Shiro (geofísico e comandante da expedição) e integra dois engenheiros, um astrónomo, uma geóloga e o próprio Luís Saraiva que é biólogo. A tarefa de Luís Saraiva consiste no teste de um sistema de reciclagem de água e na recolha de amostras para detectar a presença de microrganismos que resistem a condições extremas de temperatura: os extremófilos. Esta missão é constituída por diversas tarefas que incluem trabalhos científicos e projectos de engenharia concebidos para melhorar o conhecimento da logística necessária para realizar com sucesso uma missão tripulada a Marte, abrangendo temas como: o desenvolvimento dos fatos de astronautas, sistemas de localização, estudos sobre nutrição e comportamento.

Nesta página encontra-se toda a informação relativa a esta missão intitulada MDRS Crew 89, onde é publicado um diário com fotos e vídeos do trabalho em curso, com possibilidade de envio de comentários aos "astronautas".

Apesar de integrarmos a ESA, o que dá a possibilidade a um cidadão nacional de concorrer ao corpo de astronautas europeu, a organização das estruturas nacionais ligadas ao espaço continuam omissas em relação ao apoio à preparação de futuros astronautas. Sabendo que Portugal paga 10 milhões de euros em quotas à ESA, seria tempo de avançarmos nesta área, talvez em conjunto com outras agências espaciais nacionais com mais experiência, sob pena de os nossos candidatos a astronautas serem cronicamente eliminados e experiências como a do Luís Saraiva caiam em saco roto.

Rui Curado Silva, investigador no Departamento de Física da Universidade de Coimbra.

{easycomments}

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
© 2020 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.