Dia Mundial de Luta Contra a Homofobia e Transfobia criar PDF versão para impressão
17-Mai-2010
Casamento homossexual aprovado no Parlamento - Foto de Paulete Matos / FlickrDiversas iniciativas vão assinalar a data em Portugal. Cavaco ainda não decidiu sobre o diploma que aprova os casamentos entre pessoas do mesmo sexo.

Vinte anos depois do dia em que a Organização Mundial da Saúde (OMS) retirou a homossexualidade da lista de doenças mentais, o 17 de Maio pode vir a ganhar mais um significado histórico para a luta dos direitos dos homossexuais. Isto se Cavaco Silva decidir promulgar a lei que permite o casamento de pessoas do mesmo sexo, já aprovada no parlamento em Fevereiro e cujo prazo para a decisão do presidente termina na próxima terça-feira.

Os indícios apontam uma forte possibilidade do presidente vir a promulgar a lei. Sem poder invocar o veto por razões constitucional, Cavaco só poderia agora vetar o diploma por motivos político. Vale lembrar que o presidente enviou ao Tribunal Constitucional (TC) quatro dos cinco artigos da lei, excluindo apenas o artigo que limita a possibilidade de adopção por casais homossexuais.

Para assinalar o 17 de Maio a “Rede ex aequo - Associação de jovens lésbicas, gays, bissexuais, transgéneros e simpatizantes” vai realizar uma acção de sensibilização pública: o “Free Hug” em que voluntários irão distribuir abraços, brindes e panfletos informativos contra a homofobia. A iniciativa conta com o apoio da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG) e decorrerá entre as 17:30 e as 18:30 na Gare do Oriente.

Em Coimbra será realizada uma marcha contra a homofobia e transfobia (discriminação contra transexuais), que pretende alertar “alertar para as discriminações legais e reais existentes da população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais)”.

Também a CGPT via o Departamento de Igualdade e Combate às Discriminações, vai assinalar a data, manifestando a sua “solidariedade em relação ao combate que continua a ser necessário desenvolver para a eliminação de todas as formas de discriminação”. A CGTP-IN condena todos os “comportamentos discriminatórios que se manifestam no trabalho e na sociedade, no sentido de afectar a dignidade de homens e mulheres em função da sua orientação sexual”.

No plano laboral, “os sindicatos estarão atentos no sentido de detectar situações relativas a estas discriminações e denunciá-las junto às autoridades competentes, exigindo condições de trabalho dignas e combatendo a violência que representa este tipo de discriminação”, refere ainda a CGTP em comunicado.

{easycomments}

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Blogosfera
Querido Hipermercado
(...) hoje fui visitar-te e aconteceu-me uma coisa que agora me faz escrever-te um postalinho. Já à saída, quando ia a pagar na caixa, perguntaram-me se não queria arredondar as contas para cima. Onde estavam X € e 73 cêntimos ficavam X+1 €. Estão perceber, não estão? "Porquê?" - perguntei eu. "Para ajudar a Madeira". (...)
Faz-nos um favor, acaba com isto, já te topámos, vai ser socialmente responsável à tua custa. Uns milhões a menos para ti é um quase nada para cada accionista e ainda tens uns descontos nos impostos.
Publicada por José M. Castro Caldas em Ladrões de bicicletas
Ver mais Blogosfera
Últimas Internacional
Últimas Política
tit_esquerda.png
Esquerda 40: Não tem que ser assim
Leia aqui o jornal "Esquerda"
Clique na imagem para aceder ao Esquerda 40 em pdf
Outros números do jornal Esquerda
Assinatura do Jornal Esquerda
Boletim Económico
Participe
Dois anos de Esquerda.Net
Deveria haver um bom motor de busca
[Continuamos a publicar os depoimentos dos leitores]
Visito o Esquerda.net 1 a 2 vezes por semana. Leio sobretudo notícias pouco ou nada cobertas pela imprensa corrente, artigos de opinião de alguns nomes que me interessam mais, às vezes os Sons da terra e podcasts sobre eventos do BE ou entrevistas, dependendo do tema.
A minha proposta é para todos os sites do BE: deveria haver um bom motor de busca (o do próprio software é muito débil e induz em erro) que permita pesquisas simples ou mais avançadas (booleanas, palavras adjacentes, por exemplo). O Copernic é um bom motor, freeware e creio que poderá ser usado como add-on neste software. É preciso testar e ver o resultado. À medida que crescer o fundo de notícias, precisamos cada vez mais de explorar a totalidade, retrospectivamente e, idealmente, independentemente do tipo de ficheiro que as suporte (texto, imagem, som). Seria um bom recurso de formação e difusão.

Paula Sequeiros, BE Porto



Educação em Debate
© 2017 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.