Serralves: ACT confirma falsos recibos verdes criar PDF versão para impressão
19-Mai-2010
A Fundação de Serralves despediu ilegalmente os recpcionistas, que estavam na situação de falsos recibos verdesOs movimentos de precários Ferve e Precários Inflexíveis divulgaram o relatório da Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT) sobre a situação dos recepcionistas de Serralves despedidos a 12 de Abril: eles deviam ter contratos de trabalho, estavam na situação de falsos recibos verdes, o seu despedimento é ilegal e podia ter sido evitado.

O Ferve e os Precários Inflexíveis divulgaram nesta Quarta feira o relatório da ACT sobre a situação dos recepcionistas de Serralves, que foram despedidos a 12 de Abril, depois de a Fundação os ter pressionado para formarem uma empresa. Na conclusão geral deste relatório pode ler-se:

"Assim, é nossa convicção que se verifica a presunção da existência de contratos de trabalho entre a Fundação de Serralves e os recepcionistas ao seu serviço, dado tratar-se da realização de uma actividade por forma aparentemente autónoma mas em condições características às do contrato de trabalho, e que causa prejuízo ao trabalhador e ao Estado, razão pela qual será levantado o respectivo auto de notícia...".

Os movimentos precários destacam que o relatório é "totalmente claro", confirmando o que sempre tinham referido: "existe uma relação de trabalho que deveria ser mediada por contratos de trabalho, ou seja trata-se duma situação flagrante de falsos recibos verdes".

Os movimentos salientam também que o relatório tem a data de 11 de Março, pelo que os despedimentos ilegais feitos pela Fundação de Serralves a 12 de Abril podiam ter sido evitados. Aliás, os movimentos fazem notar que o dirigente da ACT Jorge Dias "garantiu publicamente", mentindo, a 5 de Abril que o relatório não estava disponível, justificando que a inspecção supostamente teria decorrido a 30 de Março. Os movimentos sublinham que a ACT "optou sempre por não divulgar este relatório, mesmo quando solicitado pela própria Assembleia da República".

O Ferve e os Precários Inflexíveis referem, por fim, que esperam "muito rapidamente a Fundação de Serralves, nomeadamente o seu Conselho de Administração, emende as ilegalidades cometidas e reconheça imediatamente os direitos dos trabalhadores afectados, integrando-os, como é devido, no seu posto de trabalho, com acesso a contratos de trabalho e aos direitos subtraídos durante anos de arbitrariedades".

Ler artigos anteriores no esquerda.net

Serralves: personalidades solidárias com os trabalhadores despedidos

Bloco entrega Carta Aberta à Administração de Serralves

Serralves despede falsos recibos verdes

{easycomments}

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Blogosfera
Querido Hipermercado
(...) hoje fui visitar-te e aconteceu-me uma coisa que agora me faz escrever-te um postalinho. Já à saída, quando ia a pagar na caixa, perguntaram-me se não queria arredondar as contas para cima. Onde estavam X € e 73 cêntimos ficavam X+1 €. Estão perceber, não estão? "Porquê?" - perguntei eu. "Para ajudar a Madeira". (...)
Faz-nos um favor, acaba com isto, já te topámos, vai ser socialmente responsável à tua custa. Uns milhões a menos para ti é um quase nada para cada accionista e ainda tens uns descontos nos impostos.
Publicada por José M. Castro Caldas em Ladrões de bicicletas
Ver mais Blogosfera
Últimas Internacional
Últimas Política
tit_esquerda.png
Esquerda 40: Não tem que ser assim
Leia aqui o jornal "Esquerda"
Clique na imagem para aceder ao Esquerda 40 em pdf
Outros números do jornal Esquerda
Assinatura do Jornal Esquerda
Boletim Económico
Participe
Dois anos de Esquerda.Net
Deveria haver um bom motor de busca
[Continuamos a publicar os depoimentos dos leitores]
Visito o Esquerda.net 1 a 2 vezes por semana. Leio sobretudo notícias pouco ou nada cobertas pela imprensa corrente, artigos de opinião de alguns nomes que me interessam mais, às vezes os Sons da terra e podcasts sobre eventos do BE ou entrevistas, dependendo do tema.
A minha proposta é para todos os sites do BE: deveria haver um bom motor de busca (o do próprio software é muito débil e induz em erro) que permita pesquisas simples ou mais avançadas (booleanas, palavras adjacentes, por exemplo). O Copernic é um bom motor, freeware e creio que poderá ser usado como add-on neste software. É preciso testar e ver o resultado. À medida que crescer o fundo de notícias, precisamos cada vez mais de explorar a totalidade, retrospectivamente e, idealmente, independentemente do tipo de ficheiro que as suporte (texto, imagem, som). Seria um bom recurso de formação e difusão.

Paula Sequeiros, BE Porto



Educação em Debate
© 2017 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.