Professor que juntou uniões "gay" e animais foi "absolvido" criar PDF versão para impressão
22-Mai-2010
Paulo Otero é absolvido pelo Conselho PedagócicoO Conselho Pedagógico da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa considerou que o teste formulado por Paulo Otero, salvaguarda as convicções pessoais dos alunos e a sua liberdade de expressão.

Segundo o Conselho Pedagógico da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, que é presidido por Marcelo Rebelo de Sousa, a salvaguarda das convicções pessoais dos alunos e da sua liberdade de expressão não foram postos em causa no polémico enunciado de Direito Constitucional II, que juntava a temática do casamento gay com a hipótese do matrimónio com animais domésticos.

Para a estudante do 2º ano Raquel Rodrigues, que denunciou o caso, a decisão foi revoltante mas não surpreendente: "Ainda mais estranho do que o teste em si, é dizer que não existe uma ofensa às liberdades individuais dos alunos". Raquel lamenta ainda o facto de a decisão não ter sido de imediato revelada aos vários estudantes que fizeram uma queixa pedagógica sobre a matéria a este órgão da faculdade lisboeta. "Só tive acesso a essa acta através de uma jornalista. Não foi afixada em nenhum lugar da reitoria".

No último mês de Abril, Paulo Otero, regente da cadeira de Direito Constitucional II, preparou um teste aos alunos da sua cadeira, que se viram confrontados com um caso prático para resolver, argumentando pela constitucionalidade e inconstitucionalidade do "casamento poligâmico entre seres humanos", do casamento entre "um ser humano com um animal vertebrado doméstico" e um casamento entre "dois animais vertebrados domésticos da mesma espécie". O caso foi denunciado por vários alunos que registaram queixa no Conselho Pedagógico da Universidade.

Leia também: Professor de Direito humilha alunos homossexuais

{easycomments}

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Blogosfera
Querido Hipermercado
(...) hoje fui visitar-te e aconteceu-me uma coisa que agora me faz escrever-te um postalinho. Já à saída, quando ia a pagar na caixa, perguntaram-me se não queria arredondar as contas para cima. Onde estavam X € e 73 cêntimos ficavam X+1 €. Estão perceber, não estão? "Porquê?" - perguntei eu. "Para ajudar a Madeira". (...)
Faz-nos um favor, acaba com isto, já te topámos, vai ser socialmente responsável à tua custa. Uns milhões a menos para ti é um quase nada para cada accionista e ainda tens uns descontos nos impostos.
Publicada por José M. Castro Caldas em Ladrões de bicicletas
Ver mais Blogosfera
Últimas Internacional
Últimas Política
tit_esquerda.png
Esquerda 40: Não tem que ser assim
Leia aqui o jornal "Esquerda"
Clique na imagem para aceder ao Esquerda 40 em pdf
Outros números do jornal Esquerda
Assinatura do Jornal Esquerda
Boletim Económico
Participe
Dois anos de Esquerda.Net
Deveria haver um bom motor de busca
[Continuamos a publicar os depoimentos dos leitores]
Visito o Esquerda.net 1 a 2 vezes por semana. Leio sobretudo notícias pouco ou nada cobertas pela imprensa corrente, artigos de opinião de alguns nomes que me interessam mais, às vezes os Sons da terra e podcasts sobre eventos do BE ou entrevistas, dependendo do tema.
A minha proposta é para todos os sites do BE: deveria haver um bom motor de busca (o do próprio software é muito débil e induz em erro) que permita pesquisas simples ou mais avançadas (booleanas, palavras adjacentes, por exemplo). O Copernic é um bom motor, freeware e creio que poderá ser usado como add-on neste software. É preciso testar e ver o resultado. À medida que crescer o fundo de notícias, precisamos cada vez mais de explorar a totalidade, retrospectivamente e, idealmente, independentemente do tipo de ficheiro que as suporte (texto, imagem, som). Seria um bom recurso de formação e difusão.

Paula Sequeiros, BE Porto



Educação em Debate
© 2017 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.