O poder da iniciativa cidadã perante a inércia do Estado criar PDF versão para impressão
16-Mar-2007

duarte_vilar_1A diversa legislação publicada por vários governos sobre Educação Sexual não foi acompanhada por uma vontade política real de aplicação concreta da Educação Sexual nas escolas. Valeu durante muitas décadas a iniciativa da sociedade civil, nomeadamente da Associação para o Planeamento e Família (APF), que realizou ao longo dos anos milhares de acções nas escolas, com alunos e professores.
A Associação para o Planeamento da Família é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, fundada em 1967 e tem como objectivos fundamentais a promoção da Saúde, Educação e Direitos nas áreas da Sexualidade e Planeamento Familiar.
O presidente da APF, Duarte Vilar, foi um dos convidados das jornadas parlamentares do Bloco de Esquerda. Explicou o papel da APF na dinamização da Educação Sexual nas escolas, debruçou-se sobre o conservadorismo de um grupo minoritário de pais que prega a abstinência e lamentou o corte de verbas imposto por este governo à APF e a ausência de apoios à formação de professores nesta área.

Veja aqui o vídeo com as principais declarações de Duarte Vilar, sobre o papel da APF, a polémica dos manuais escolares, os cortes financeiros deste governo à Associação, a relação com o governo das direitas e a falta de apoios à formação de professores.


Veja também os documentos da APF sobre direitos humanos e género, jovens e saúde sexual, migrações internacionais e saúde sexual, VIH/SIDA, mulheres e pobreza, a SIDA e a mulher

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
tit_todosdosiers.png
© 2019 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.