Acabaram-se as desculpas conservadoras criar PDF versão para impressão
16-Mar-2007
preservativoDurante a campanha do referendo ao aborto os movimentos do Não insistiram na necessidade de prevenir em vez de remediar, frisando que hoje os métodos contraceptivos estão muito mais avançados que no passado. Mas estes movimentos sempre se opuseram à Educação Sexual e às medidas de promoção da saúde sexual e reprodutiva. Ao contrário, o Bloco de Esquerda tem tido um papel activo nestas matérias e um mês após o referendo apresentou dois projectos para combater a gravidez adolescente e para promover políticas públicas de saúde sexual e reprodutiva. O Bloco propõe a implementação dos centros de atendimento para jovens; a inclusão da «prevenção da gravidez na adolescência em todos os programas de luta contra a pobreza»; a «criação de uma rede nacional de cuidados contraceptivos» e um «programa para a prevenção e tratamento de toadas as doenças sexualmente transmissíveis», entre outras propostas. Muito brevemente será apresentada a proposta de criação de uma disciplina de educação sexual nas escolas, a ser leccionada em alguns anos, em combinação com projectos não curriculares, gabinetes de apoio e acesso aos preservativos.

Veja aqui o projecto do Bloco sobre prevenção da gravidez na adolescência
Veja aqui o projecto do Bloco para a promoção da saúde sexual e reprodutiva.




 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
tit_todosdosiers.png
© 2019 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.