Marcha do Orgulho LGBT anima Lisboa criar PDF versão para impressão
25-Jun-2007
imagem-256-[800x600]No dia 23 de Junho realizou-se em Lisboa a oitava Marcha do Orgulho LGBT. Largas centenas de pessoas juntaram-se à Marcha, numa mancha arco-íris que encheu as ruas do Príncipe Real e, depois, da Baixa, até ao Terreiro do Paço.
A discriminação contra lésbicas, gays, bissexuais e transgender continua a fazer-se sentir na sociedade portuguesa e na lei, apesar de Portugal ser o único país europeu cuja Constituição proíbe a discriminação com base na orientação sexual.
A marcha contou com a participação activa de várias associações como as Panteras Rosa, ILGA Portugal, Clube Safo, Não te prives, UMAR, entre outras.
Veja a fotogaleria da Marcha do Orgulho Gay 2007 em Lisboa.
Fotos de Paulete Matos.

imagem-042-[800x600]

Segundo Paulo Vieira, da Não te prives, no entanto é preciso muito mais, como mudar "o código civil e a lei da adopção" que excluem explicitamente os homossexuais. No espaço público, esta é a altura de "visibilizar esta questão", para que a igualdade seja de facto para todos e todas.
"O Estado ignora activamente os transgender", segundo o manifesto da organização da Marcha, as pessoas transexuais não têm direitos de cidadania nem à alteração de documentos. Todas estas lutas se juntaram na Marcha do Orgulho de 2007, e as organizações prometem continuar a lutar pela não discriminação.
José Sá Fernandes, candidato à Câmara de Lisboa pelo BE e Helena Pinto, deputada bloquista, estiveram presentes na Marcha.

imagem-074-[800x600]   imagem-049-[800x600]   imagem-031-[800x600]

imagem-255-[800x600]   imagem-242-[800x600]   imagem-230-[800x600]   imagem-221-[800x600]

imagem-232-[800x600]   imagem-205-[800x600]   imagem-190-[800x600]

imagem-215-[800x600]   imagem-151-[800x600]   imagem-139-[800x600]   imagem-098-[800x600]

imagem-179-[800x600]   imagem-170-[800x600]   imagem-163-[800x600]

imagem-157-[800x600]   imagem-153-[800x600]   imagem-152-[800x600]

imagem-144-[800x600]  imagem-127-[800x600]   imagem-108-[800x600]

imagem-091-[800x600]   imagem-087-[800x600]   imagem-085-[800x600]

imagem-070-[800x600]  imagem-068-[800x600]   imagem-059-[800x600]   imagem-054-[800x600]

imagem-018-[800x600]   imagem-016-[800x600]   imagem-014-[800x600]

imagem-011-[800x600]    imagem-008-[800x600]  

 
Artigo seguinte >
Blogosfera
Querido Hipermercado
(...) hoje fui visitar-te e aconteceu-me uma coisa que agora me faz escrever-te um postalinho. Já à saída, quando ia a pagar na caixa, perguntaram-me se não queria arredondar as contas para cima. Onde estavam X € e 73 cêntimos ficavam X+1 €. Estão perceber, não estão? "Porquê?" - perguntei eu. "Para ajudar a Madeira". (...)
Faz-nos um favor, acaba com isto, já te topámos, vai ser socialmente responsável à tua custa. Uns milhões a menos para ti é um quase nada para cada accionista e ainda tens uns descontos nos impostos.
Publicada por José M. Castro Caldas em Ladrões de bicicletas
Ver mais Blogosfera
Últimas Internacional
Últimas Política
tit_esquerda.png
Esquerda 40: Não tem que ser assim
Leia aqui o jornal "Esquerda"
Clique na imagem para aceder ao Esquerda 40 em pdf
Outros números do jornal Esquerda
Assinatura do Jornal Esquerda
Boletim Económico
Participe
Dois anos de Esquerda.Net
Deveria haver um bom motor de busca
[Continuamos a publicar os depoimentos dos leitores]
Visito o Esquerda.net 1 a 2 vezes por semana. Leio sobretudo notícias pouco ou nada cobertas pela imprensa corrente, artigos de opinião de alguns nomes que me interessam mais, às vezes os Sons da terra e podcasts sobre eventos do BE ou entrevistas, dependendo do tema.
A minha proposta é para todos os sites do BE: deveria haver um bom motor de busca (o do próprio software é muito débil e induz em erro) que permita pesquisas simples ou mais avançadas (booleanas, palavras adjacentes, por exemplo). O Copernic é um bom motor, freeware e creio que poderá ser usado como add-on neste software. É preciso testar e ver o resultado. À medida que crescer o fundo de notícias, precisamos cada vez mais de explorar a totalidade, retrospectivamente e, idealmente, independentemente do tipo de ficheiro que as suporte (texto, imagem, som). Seria um bom recurso de formação e difusão.

Paula Sequeiros, BE Porto



Educação em Debate
© 2020 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.