Política e violência: a extrema-direita em Portugal criar PDF versão para impressão
27-Out-2007
skinsEm Portugal falar de extrema-direita é recordar os casos mais mediáticos que trouxeram para a Praça Pública o crescimento deste fenómeno. O primeiro foi o assassinato em 1989 de José Carvalho, dirigente do Partido Socialista Revolucionário, à porta da sede do partido. O outro caso foi em 1995 quando um grupo de vários Skinheads de extrema-direita, comemoravam no Bairro Alto, em Lisboa, o Dia da Raça (denominação dada para o dia 10 de Junho – dia de Portugal, de Camões e das Comunidades). Confrontos, que se seguiram ao jantar organizado pelo Skinheads, culminaram no assassínio de Alcino Monteiro, morto à pancada. Vários skinheads de extrema-direita foram identificados, investigados, detidos e posteriormente condenados em Tribunal pelos factos ocorridos naquela noite. Muitos desses detidos são os actuais líderes do movimento skinhead neonazi. Dez anos depois, a internet passa a ser o meio privilegiado de recrutamento e difusão dos ideais de extrema-direita, como se pode observar através da Frente Nacional. Mas basta olhar para as notícias para perceber que nos últimos anos o movimento de extrema-direita optou por uma estratégia de “sair à rua”, com uma maior mediatização, através da organização de várias manifestações e lançamento de vários materiais. A candidatura a uma lista para a Associação de Estudantes de Letras de Lisboa, um cartaz polémico no Marques de Pombal, entre outras actividades foram algumas das notícias em torno destes movimentos, ao mesmo tempo que se registam vários incidentes violentos perpetuados por estes grupos. Outras das estratégias prende-se com o discurso da liberdade de expressão, procurando acabar com a imagem de um grupo que promove o ódio e a violência, para um grupo perseguido politicamente. Discurso incentivado por alguns cronistas, com particular destaque para Pacheco Pereira, visto como uma referência por quase todos os sites de skinheads.
 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
tit_todosdosiers.png
© 2019 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.