Desempregados sem protecção social criar PDF versão para impressão
22-Fev-2008
Desempregado. Foto de Kalense Kid, FlickRAs políticas de «segurança» são débeis e têm vindo a enfraquecer o nosso incipiente estado social, afectando directamente a segurança social e a protecção social, nomeadamente na protecção aos desempregados, onde mais de 40%  não recebem subsídio de desemprego.

Entre o 1º Trimestre de 2004 e o 3º Trimestre de 2007, o número de desempregados aumentou 29%, pois passou de 347.200 para 444.400, enquanto o número de desempregados a receber subsídio de desemprego diminuiu 9%, pois passou de 290.200 para apenas 264.200.

Escandalosamente em 2007, o Estado poupou 100 milhões euros na atribuição do subsídio de desemprego.

Variação do desemprego e do número de desempregados a receber subsídio de desemprego entre 2004 e 2007
PERÌODO
Desempregados
Desempregados a receber subsídio
% de desempregados a receber subsídio
1º Trim. 2004
347.200
290.200 83,6%
1º Trim. 2005 412.600 298.900 72,4%
1º Trim. 2006 429.600 316.600 73,7%
1º Trim. 2007 469.900 295.700 62,9%
2º Trim. 2007 440.500 276.700 62,8%
3º Trim. 2007 444.400 264.200 59,5%
Fonte: Livro Branco das Relações Laborais, pág. 137
 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
tit_todosdosiers.png
© 2019 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.