Homossexuais católicos defendem casamento criar PDF versão para impressão
07-Out-2008
Amor homossexual. Foto de Paulete MatosO grupo homossexual católico Rumos Novos defendeu o casamento entre pessoas do mesmo sexo para acabar com a discriminação, assumindo uma posição contrária à Igreja Católica. "O casamento entre pessoas do mesmo sexo é a coisa certa para fazer", afirma o grupo em comunicado. A Igreja Católica defende que, "do ponto de vista da concepção religiosa católica, não pode ter o mínimo fundamento o casamento homossexual".

Para Rumos Novos, porém, todos os cidadãos têm o "direito do acesso à 'protecção legal do Estado', independentemente da tradição sócio-cultural religiosa, classes sociais, cor e orientação sexual".

"As posições calculistas de vários sectores do poder político, escudados nos mais variados argumentos, de recusa do acesso de todos os cidadãos ao direito ao casamento, revelam um profundo e preocupante preconceito: o de recusar a uma parte da sociedade portuguesa a igualdade, a justiça e a liberdade", afirmam no comunicado.

Para o grupo católico, a recusa de aprovação do casamento entre pessoas do mesmo sexo só vai conseguir a «continuação da discriminação».

No seu site, o Rumos Novos define-se como um grupo de homossexuais católicos "que encoraja a animação da fé com homossexuais e suas famílias e que, acompanhado por um número cada vez maior de homossexuais católicos de todas as idades, está a lançar um novo olhar à Igreja Católica, reclamando a sua pertença ao Corpo de Cristo e à Sua Igreja, descobrindo e trabalhando empenhadamente para um novo espírito de abertura ao nível dessa mesma Igreja."

Leia também:

Jovens homossexuais católicos vivem verdadeiros terrores

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
tit_todosdosiers.png
© 2019 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.