Prémios Precariedade: Escolha já o seu favorito criar PDF versão para impressão
12-Nov-2008
Cristina AndradeVieira da Silva. Vitalino Canas. José Sócrates. Manuela Ferreira Leite. Francisco Van Zeller. Eis alguns dos nomeados para aquele que será um dos grandes acontecimentos deste Outono: os Prémios Precariedade 2008. A votação decorre em www.premiosprecariedade.net

Os Precári@s Inflexíveis acabar de lançar aquela que promete ser a mais renhida votação dos últimos tempos: os Prémios Precariedade 2008. Até ao dia 11 de Dezembro, poderão em cada uma das cinco categorias. Os galardões serão entregues aos felizes contemplados na grande Gala Prémios Precariedade 2008, uma cerimónia que promete ser inolvidável!

Um destes prémios é o "Acumulação", destinado a condecorar quem mais lucrou com o trabalho precário e conta com Américo Amorim, Belmiro de Azevedo, José de Mello e Elísio Soares dos Santos como nomeados.

Na categoria "Soundbyte", podemos escolher entre Francisco Van Zeller, Manuela Ferreira Leite, Pingo Doce e Pedro Nuno Santos, enquanto que o prémio "Sem Vergonha" nos permite votar em Pinto Balsemão, José Sócrates, Vitalino Canas e Vieira da Silva.

O prémio "Ficção Contemporânea" será disputado entre a iniciativa Novas Oportunidades, o Porta 65, as Actividades de Enriquecimento Curricular e a Autoridade para as Condições de Trabalho.

Por fim, o "Grande Prémio Precariedade" será entregue ao feliz contemplado que conte com mais votos de entre todos os nomeados anteriormente mencionados.

Perante a recente aprovação do novo Código do Trabalho;

perante a crescente proliferação de Empresas de Trabalho Temporário;

perante a dificuldade de actuação da Autoridade para as Condições de Trabalho na real fiscalização da precariedade, nas suas diferentes formas;

perante a não conversão dos ‘falsos' recibos verdes da administração pública em contratos de trabalho;

perante a subliminar legitimação dos ‘falsos' recibos verdes presente na falácia que é a proposta do pagamento de 5% dos encargos com a Segurança Social por parte da entidade empregadora;

perante estes e muitos outros atropelos aos direitos fundamentais dos/as trabalhadores/as, podemos concluir que não faltarão possíveis nomeados para a uma próxima edição.

Cristina Andrade

{easycomments}

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
© 2019 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.