Obama vence eleições com maior participação de sempre criar PDF versão para impressão
23-Dez-2008
Em 2009, o mundo vai avaliar se Obama é sinónimo de mudançaO candidato do Partido Democrático à presidência dos Estados Unidos venceu as eleições e tornou-se o primeiro presidente negro dos EUA. A afluência às urnas bateu recordes e Barack Obama aproveitou bem o desencanto dos norte-americanos com a política de George W. Bush. Em 2009, os olhos do mundo estão virados para a Casa Branca, em busca da mudança prometida.

 

O resultado eleitoral foi o previsto pelas sondagens, que davam quase unanimemente a vitória a Obama. Após umas eleições primárias muito disputadas, em que conseguiu vencer a senadora e ex-primeira dama Hillary Clinton, Obama fez da crise financeira o tema central da sua campanha e apontou baterias à incompetência do seu antecessor, que mergulhara o país na guerra e no descontrolo da ganância de Wall Street.

Obama recolheu a quase totalidade do voto negro, e mais de dois terços do voto hispânico e dos eleitores que foram às urnass pela primeira vez, tendo em muitos casos de esperar horas antes de entrar na cabine de voto. A taxa de participação foi de 66%, ultrapassando os 63,1% das eleições que elegeram Kennedy e estabelecendo assim um recorde de cem anos.

A campanha de Obama centrou o seu discurso em duas palavras-chave: "Esperança" e "Mudança". E é essa mudança nas políticas que os eleitores querem ver daqui para a frente. No entanto, os primeiros sinais acerca da composição do gabinete de Obama apontam mais para uma continuidade, com a maior parte dos nomes indicados para postos de responsabilidade a ser ocupada por gente próxima do "establishment" de Washington, com especial preponderância de elementos da antiga administração Clinton, incluindo a própria Hillary como responsável pela política externa.

A promessa de Obama de encerrar Guantánamo mal chegue à Casa Branca vai ser cobrada pelos seus apoiantes, que também querem ver um calendário de retirada das tropas do Iraque a curto prazo. Mas as atenções voltam-se sobretudo para o futuro da política económica, com a promessa de Obama de recuperar 3 milhões de empregos que foram destruídos ou estão em risco devido à crise económica.

 


Leia também os dossiers:

 

Obama depois da vitória 

Presidente Obama
 

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
tit_todosdosiers.png
© 2019 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.