Os Super-Verdinhos criar PDF versão para impressão
26-Nov-2008
Cristina AndradeNenhum de nós está livre de adoecer. No entanto, se formos trabalhadores/as independentes, teremos de recuperar de qualquer doença em 365 dias, porque depois disso, não temos direito a subsídio de doença. Super-verdinhos: sempre prontos a trabalhar; sem doenças a acompanhar!

Começar a trabalhar a recibos verdes é, normalmente, uma grande confusão. Entramos num mundo onde passamos a saber o que significa "estar colectado" e percebemos que o dia 15 não marca o meio do mês, mas sim a data limite para pagar a contribuição obrigatória à Segurança Social.

Quando nos é dado a conhecer que podemos pagar 150 ou 200 euros mensais à Segurança Social, muitos de nós optam pelo valor mais baixo. O motivo é simples: o dinheiro quase não chega para pagar os 150 euros, quanto mais os 200.

Estes pagamentos à Segurança Social permitem o acesso à protecção na velhice e ao Serviço Nacional de Saúde. Quem opta pelo regime alargado, tem uma benesse extra: protecção na doença. No entanto, só poderá receber o subsídio de doença 30 dias após o início da mesma e por um período máximo de 365 dias.

Aparentemente, considera-se que quando compramos a primeira caderneta de recibos verdes, adquirimos também uma armada invencível de anticorpos, que nos permite nunca ficarmos doentes. Transformamo-nos assim em super-verdinhos, sempre prontos a trabalhar e imunes a toda e qualquer maleita.

No entanto, caso fiquemos deveras enfermos/as, o facto de sermos trabalhadores/as independentes significa que podemos viver alegremente durante trinta dias sem qualquer remuneração. Aliás, está largamente documentada a capacidade de todos os super-verdinhos fazerem surgir dinheiro do nada, quando dele necessitam, fenómeno facilmente comprovável pelo facto dos super-verdinhos conseguirem efectuar proezas como pagar o IVA quando ainda não o receberam!

Caso sejamos acossados por uma doença mais grave, como por exemplo um cancro, temos uma extraordinária capacidade de recuperação. Se não, vejamos: um trabalhador por conta de outrem poderá necessitar de três anos para fazer um tratamento oncológico mas um super-verdinho, nunca demorará mais do que um ano a recuperar exactamente da mesma patologia cancerígena.

Um ano é o tempo máximo de pagamento do subsídio de doença a um trabalhador independente. Porquê?

Cristina Andrade

{easycomments}

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
© 2019 Esquerda.Net
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.