Youtube censura a Revolução Venezuelana
14-Jun-2007

VenezuelaCai a máscara à "livre imprensa" da burguesia! Os mesmíssimos tubarões dos Média que protestam pela não renovação da licenças de transmissão do canal golpista RCTV (que, entre outras coisas... foi o centro de comunicações e planeamento do golpe de estado de 2002 contra Chavez), assumem o que entendem por "liberdade de imprensa": liberdade de omitir, desinformar, iludir e manipular a consciência das massas segundo os seus interesses.
A empresa americana Google (que gere o youtube) elimina contas e apaga vídeos sobre a Revolução Venezuelana.
Opinião de Rui Faustino

Luigino Bracci, cujos vídeos feitos em 2006 e 2007 sobre o processo revolucionário em curso na Venezuela, tinham sido vistos por mais de milhão e meio de pessoas por todo o mundo, testemunha como a sua conta foi obliterada! Sem mais!

Ou melhor... com a "pequena" ajuda da Televisão neofranquista do Estado Espanhol Antena 3 que se queixou à youtube, garantindo que 2 dos vídeos de Luigino Bracci feriam os seus direitos de autor!

Ora, a google não foi de modas: não apenas apagou os tais dois vídeos, como resolveu apagar o Luigino da youtube.

De resto, este não é um caso único e isolado de censura política na net e na própria youtube!

Se as corporações capitalistas de todo o mundo se unem contra a revolução venezuelana; saibamos nós, revolucionários e activistas de esquerda, furar o bloqueio informativo sobre a Revolução Venezuelana, defendendo-a militante e fraternalmente no nosso próprio país.

É esse o convite que vos faço: a que se juntem à plataforma de defesa e solidariedade com a revolução venezuelana que está já presente em mais de 40 países: "Tirem as Mãos da Venezuela".

Rui Faustino